O molekinho passou o fim de 2009 e o início de 2010 em Santo André,  SP, na agradável companhia de dona Roseli. Digo agradável porque, apesar de não conhecê-la pessoalmente, nosso contato via telefone/MSN/Skype/Orkut me inspira tal julgamento. Infelizmente, nossas tentativas de um encontro presencial não lograram êxito e eu embarquei para os EUA sem o caderninho.😦

Risoles recorreu aos “correius brasiliensis” no início de Março/2010, mas a encomenda somente chegou a Richmond, VA depois que eu já havia deixado a cidade, no fim do mês. Depois de 2 semanas na costa leste dos Estados Unidos, embarcou na mala de mão da minha irmã (que o hospedou durante esse tempo) para o deserto de Nevada. Foi em Las Vegas, num cenário típico, que (finalmente!) deu-se meu encontro com o lendário objeto!

Assim como em Orkontros da 50302, o que acontece em Vegas fica em Vegas. Sendo assim, esta é a única imagem do nosso amiguinho na Sin City que julgo apropriado compartilhar.😛

O molekinho também visitou o Grand Canyon e caminhou pela calçada da fama em Hollywood, CA (e agora martirizo-me por não ter registrado em .jpg!).

Já em San Diego, CA (onde estou no momento), pude curtir com mais calma tudo o que continha no pacote enviado por Roselix: um cartão retratando prédios icônicos de São Paulo, um chaveiro de metal em forma de @, o livro “Dizer o ‘mesmo’ a outros: ensaios sobre tradução”, de Adail Sobral e o Moleskine mais famoso do Orkut – o nosso! Adorei cada um dos itens, todos muito bem pensados.🙂

Foi muito legal folhear o Molekinho. Cada página é única, cada arte revela um pouco dessas pessoas que têm muito em comum, mas ao mesmo tempo são tão diferentes. O fato de reconhecer a imagem já vista anteriormente aqui no blog (agora em forma palpável!) traz uma sensação ótima. O fato de ter o privilégio de ser a primeira a ver a arte do antecessor imediato é igualmente ótimo! Mas não sou tão egoísta, a ponto de terminar esse post sem compartilhar com vocês. Sendo assim, apreciem (virtualmente, por hora) a arte da Roseli:

Esta parte azul é um envelope. Dentro dele está uma folhinha de papel com instruções para entender/fazer uso do quadro de letras:

Eu já tenho minhas respostas, mas vou conferir com a Roseli particularmente, depois.

Estou adorando participar do Projeto 50302 Unplugged🙂 e triste porque em breve terei que deixar o Molekinho😦

Afinal, quem será o próximo a recebê-lo?

Um abraço a todos,

Thaíse Lessa